Última hora

Última hora

Vietname comemora 30° aniversário da queda de Saigão

Em leitura:

Vietname comemora 30° aniversário da queda de Saigão

Tamanho do texto Aa Aa

É um Vietname voltado para o futuro que celebra hoje o 30° aniversário da queda de Saigão, agora Ho Chi Min em honra do histórico líder que deu aos comunistas a maior e mais importante vitória sobre o capitalismo norte-americano. 3 décadas depois da guerra, Hanói volta-se para o futuro. Apesar da indiferença internacional – só um representante de Cuba é que marca presença nas cerimónias oficiais – o Vietname tornou-se num destino turístico e económico muito atractivo: a crescer em média 7,5% ao ano é a economia mais dinâmica do mundo atrás da China; a entrada na Organização Mundial do Comércio pode acontecer até ao final do ano, tal como uma visita histórica dum dirigente vietnamita à Casa Branca.

Fogo de artificio e algumas canções do antigo inimigo, marcaram o início das celebrações do 30° aniversário da queda de Saigão e do final da guerra, num país que continua de certa forma dividido entre o Norte e o Sul. Na região setentrional, impera a imagem dum Estado comunista; na zona meridional, as marcas do capitalismo americano continuam bem presentes. A reunificação política custou a vida a 2 milhões de vietnamitas.