Última hora

Última hora

Caso Calipari cria impasse diplomático entre Roma e Washington

Em leitura:

Caso Calipari cria impasse diplomático entre Roma e Washington

Tamanho do texto Aa Aa

Roma prepara-se para publicar o relatório sobre o caso Calipari e as divergências com Washington são agora oficiais. Numa cerimónia em Nettuno, no cemitério onde estão enterrados soldados norte-americanos que libertaram a Itália na Segunda Guerra Mundial, as declarações do presidente do Parlamento italiano acentuam o desacordo sobre as circunstâncias da morte do agente Nicola Calipari, em Bagdad.

As autoridades italianas contestam a versão apresentada pelos Estados Unidos, sendo a velocidade da viatura quando foi alvejada um dos pontos da discórdia.“O Parlamento vai apresentar as conclusões a que o governo chegou, em nome da verdade, da clareza e da lealdade. Só assim podemos honrar os mártires da liberdade e todos os que aqui repousam”, declarou Pierferdinando Casini. No sábado, Washington divulgou a sua versão dos acontecimentos, onde ilibou os seus militares de qualquer responsabilidade, sublinhando que a viatura se aproximou da barreira de controlo a alta velocidade. O agente secreto, Nicola Calipari, foi morto no dia 4 de Março por soldados norte-americanos, no âmbito da missão de resgate da jornalista Giuliana Sgrena, que tinha sido raptada por um grupo islâmico no Iraque.