Última hora

Última hora

EDF planeia sair da Edison

Em leitura:

EDF planeia sair da Edison

Tamanho do texto Aa Aa

A aventura italiana da EDF pode estar a chegar ao fim. A companhia energética francesa anunciou, esta segunda-feira, que a retirada do capital da Edison é uma das prioridades do grupo.

Há vários meses que Paris estava em conflito com Roma a respeito dos direitos de voto da EDF no seio da empresa italiana. Agora, os franceses acharam melhor vender as acções da Italenergia bis, casa-mãe da Edison. A informação foi dada por um porta-voz da empresa. O governo gaulês reagiu de imediato. O ministro-delegado da Indústria, Patrick Devedjian, está em negociações com o homólogo italiano, Claudio Scajola. Segundo a legislação italiana, quando um grupo detém mais de 30% de uma empresa, é obrigado a lançar uma oferta pública de aquisição. A EDF detém actualmente pouco mais de dois por cento da Edison e 18% da casa-mãe. No entanto, os direitos de voto estão limitados a dois por cento, pelas autoridades. Para acabar com esta situação, Roma exigia melhores condições para a entrada da companhia italiana Enel no mercado francês.