Última hora

Última hora

Bush promove plano polémico para segurança social

Em leitura:

Bush promove plano polémico para segurança social

Tamanho do texto Aa Aa

Aqueles que, hoje em dia, trabalham nos Estados Unidos, podem ter dificuldades quando chegarem à idade da reforma. Isto por causa da crise da segurança social, que vai afectar sobretudo a geração mais jovem. Para contrariar essa tendência, o presidente George W. Bush apresentou um plano, que prevê o recurso a fundos privados.

Bush tem percorrido o país a apresentar o plano. Esta quinta-feira, em Washington, falou do novo regime de indexação das pensões de reforma: “Se se trata de trabalhadores com salários baixos, os benefícios sobem consoante os salários. Se se trata de pessoas com rendimentos mais elevados, os benefícios sobem consoante o aumento da inflação. Parece-me justo e uma causa nobre para os Estados Unidos da América”, disse o presidente. O plano tem sido criticado por muitos, já que pouco pode fazer para compensar os problemas financeiros da segurança social. No Congresso, tem recebido as críticas da bancada do partido democrático e também de alguns congressistas republicanos. Muitos acusam o presidente de querer eliminar a segurança social. A lei deve ser votada no próximo mês. O número de pessoas em idade de reforma deve aumentar, nos próximos anos. Com o actual sistema, a segurança social só pode pagar a totalidade das reformas até 2041.