Última hora

Em leitura:

Espanha: Processo de regularização de clandestinos termina sob polémica


Mundo

Espanha: Processo de regularização de clandestinos termina sob polémica

Em Espanha, o processo de regularização de trabalhadores clandestinos terminou ontem no meio de uma polémica. Cerca de 700 mil estrangeiros puderam regularizar a sua situação, mas uma batalha em torno dos números gerou-se entre governo e oposição.

Para o ministro do Trabalho espanhol, Jesus Caldera, apenas 10% dos imigrantes não foram regularizados. Opinião não partilhada por Ana Pastor do Partido Popular para quem o verdadeiro sucesso seria que todas as pessoas pudessem ter trabalho. Ana Pastor denuncia o número de regularizações feitas com base em documentos falsos. Dos cerca de um milhão e 600 mil trabalhadores clandestinos, que se calcula haver em Espanha, apenas ficaram 10% de fora, segundo o governo. Para o Partido Popular mais de um milhão não conseguiu regularizar a sua situação e enfrenta agora a expulsão do país. Segundo o matutino La Razon, muitos destes imigrantes afirmam que tanto particulares como ONGs lhes facilitaram contratos de trabalho fictícios para que pudessem oficializar a sua situação.