Última hora

Última hora

Iraque: Novo governo sofre primeira-baixa

Em leitura:

Iraque: Novo governo sofre primeira-baixa

Tamanho do texto Aa Aa

Era suposto o governo iraquiano começar a semana totalmente formado, mas depois de, neste domingo, o parlamento ter aprovado seis nomes para ocupar as pastas que faltavam, eis que surge a primeira baixa. O homem apontado para ocupar o cargo de ministro dos Direitos Humanos recusou a nomeação. Hisham al-Shibli, um sunita, garante que nem sequer foi consultado para assumir a pasta.

Al-Shibli está surpreendido com a nomeação, mas garante que o nome foi apontado só por ser sunita. A situação não lhe agrada pois considera-se um democrata e rejeita o sectarismo.

Naquele que deveria ser o primeiro dia do executivo já completo, mais um atentado matou quatro pessoas, dois polícias e dois civis. O ataque, com uma viatura armadilhada, ocorreu em Bagdade. Durante o fim-de-semana oito soldados foram mortos em combates com rebeldes em Haditha e Khalidiyah, a norte e a oeste da capital. Como resposta, o exército norte-americano lançou uma ofensiva junto à fronteira com a Síria. De acordo com os militares dos Estados Unidos, morreram 75 rebeldes.

Entretanto, a família do engenheiro australiano que foi sequestrado no Iraque propôs fazer uma oferta generosa ao povo iraquiano em troca da libertação de Douglas Wood. Até agora, oficialmente não foi pedido qualquer resgate. Os raptores exigem num vídeo divulgado sexta-feira, a retirada das tropas australianas do Iraque no espaço de 72 horas.