Última hora

Em leitura:

PE vota directiva sobre tempo de trabalho


A redação de Bruxelas

PE vota directiva sobre tempo de trabalho

Um dos assuntos em debate, esta semana, no Parlamento de Estrasburgo, é o tempo de trabalho dos europeus. Quarta-feira, os eurodeputados votam em primeira leitura uma proposta de directiva que visa conciliar trabalho e vida familiar. O parlamento europeu não tem poder nesta matéria, mas pode dar um sinal forte ao Conselho Europeu e à Comissão na defesa do modelo social europeu.

O objectivo é harmonizar. Hoje em dia, em média, um português trabalha 40 horas por semana, um francês apenas 35 mas um inglês pode mesmo chegar às 48 – tempo máximo autorizado pela directiva de 1993. No entanto, na altura, Londres conseguiu uma derrogação – o chamado “opt-out”: se o trabalhador estiver de acordo, pode trabalhar muito mais. Isso mesmo fazem, no Reino Unido, cinco milhões de trabalhadores. O eurodeputados querem, agora, aplicar o limite máximo de 48 horas a todos os países. É que o sistema actual permite abusos e impede os trabalhadores de usufruírem dos tempos livre e da vida familiar. Outro problema consite em determinar se os tempos mortos, por exemplo durante os “bancos”, nos hospitais, se contabilizam como tempo trabalhado ou não.
Saiba mais:

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

A redação de Bruxelas

Os desafios europeus de Tony Blair