Última hora

Última hora

PE propõe verba para família de McCartney, vítima do IRA

Em leitura:

PE propõe verba para família de McCartney, vítima do IRA

Tamanho do texto Aa Aa

O Parlamento Europeu envia um sinal forte na luta contra o terrorismo, ao propor uma ajuda financeira à família de Robert McCartney. Este pai de família católico foi assassinado, em Janeiro, na Irlanda do Norte, por membros do IRA que obrigaram todas as testemunhas ao silêncio. As irmãs querem que seja feita justiça, mas não conseguem avançar.

O Parlamento aprovou, por larga maioria, uma resolução que propõe que lhes seja atribuída uma verba, saída do orçamento da União para as vítimas do terrorismo. Uma das irmãs considera extraordinário este gesto: “Ao longo dos últimos meses, encontrámo-nos com representantes de todos os grupos políticos do Parlamento e o voto de hoje é notável. É incrível acreditar que os representantes do povo da Europa tenha apoiado com tanta veemência a nossa campanha pela justiça. Obrigada.” O Parlamento apoia assim esta família que ousa desafiar o IRA. “Se a polícia da Irlanda do Norte não consegue perseguir penalmente os assassinos”, então o Parlamento propõe à Comissão que atribua uma verba para que a família possa avançar com uma acção civil. A resolução, que exorta o Sinn Fein a insistir com o IRA para que coopere, contou com os votos contra dos eurodeputados da Esquerda Unitária, onde têm assento dois membros do partido.