Última hora

Última hora

Washington: pânico na Casa Branca

Em leitura:

Washington: pânico na Casa Branca

Tamanho do texto Aa Aa

O alarme soou na Casa Branca e levou à evacuação de mais de 10 mil pessoas. Durante 17 minutos todos temeram o pior. Dois homens que pilotavam um Cessena violaram o espaço aéreo de Washington, aproximaram-se da Casa Branca e do Capitólio fazendo acreditar numa séria ameaça.

Quatro anos depois dos atentados do 11 de Setembro o pânico tomou conta dos funcionários quando as forças de segurança desencadearam as sirenes, já o avião se encontrava a 17 minutos de voo do hipotético alvo. O aparelho descolou de um aérodromo de Penysilvânia sem autorização e não respondia às chamadas via rádio. Dois aviões de caça F-16 partiram ao seu encontro e abriram fogo de aviso ao qual o piloto respondeu finalmente mudando de direcção e afastando-se da zona interdita sob a escolta de um helicóptero militar. Obrigados a aterrar os dois homens foram detidos e interrogados pelo FBI mas escapararam, para já, a qualquer acusação. Postos em liberdade, depois de algumas horas de interrogatório, poderão ser sancionados pela Administração Federal da aviação civil norte-americana.