Última hora

Última hora

Bucareste aperta o cerco à riqueza dos políticos romenos

Em leitura:

Bucareste aperta o cerco à riqueza dos políticos romenos

Tamanho do texto Aa Aa

Aproximando-se mais da União Europeia, o parlamento de Bucareste aprovou por unanimidade uma nova lei anti-corrupção. A legislação acrescenta novos tipos de activos à lista de bens que os políticos e altos funcionários da administração romena devem publicar na sua declaração de património.

O Parlamento também ratificou esta terça-feira o tratado de adesão à União Europeia, onde a Roménia deverá entrar em 2007. A luta contra a corrupção é uma exigência de Bruxelas. O primeiro-ministro, Calin Popescu Tariceanu, está consciente de que “a corrupção vai continuar a existir” mas garante: “Nós continuaremos a combatê-la. Mas este progresso não teria sido possível sem estas mudanças fundamentais.” A 30 de Março, o governo já tinha feito uma lei no mesmo sentido, que foi agora reforçada. Esta semana, as primeiras declarações de património dos políticos romenos foram tornadas públicas. Ministros e deputados possuem enormes fortunas, compostas por casas, carros de luxo, ricas contas bancárias, e grandes colecções de jóias e de obras de arte.