Última hora

Última hora

Funcionária humanitária italiana raptada no Afeganistão

Em leitura:

Funcionária humanitária italiana raptada no Afeganistão

Tamanho do texto Aa Aa

A Itália face a uma nova crise de reféns, desta vez no Afeganistão. Clementina Cantoni, 32 anos, foi raptada ao início da noite no centro da capital afegã, Cabul. A jovem funcionária da organização humanitária Care International foi raptada por homens armados que imobilizaram o carro pouco depois de ter deixado uma colega canadiana em casa. Os outros dois companheiros de Cantoni conseguiram fugir.

Os cidadãos estrangeiros são alvo de ataques frequentes no Afeganistão. Mas a maioria têm lugar no Sul e Leste do país. No entanto, têm-se intensificado os ataques e as tentativas de rapto em Cabul, o que levou as embaixadas e as organizações humanitárias a pedir prudência aos cidadãos estrangeiros. A família de Clementina Cantoni, originária de Milão, no Norte de Itália, recusa falar aos jornalistas. Por intermédio de um amigo, Marco Formigoni, diz apenas que “esperam que tudo termine depressa e bem”. Clementina Cantoni estava no Afeganistão há três anos e trabalhava para ajudar as viúvas de Cabul. O seu regresso a Itália estava previsto para o final do mês.