Última hora

Última hora

Mais uma soldado americana culpada dos abusos de Abu Grahïb

Em leitura:

Mais uma soldado americana culpada dos abusos de Abu Grahïb

Tamanho do texto Aa Aa

A soldado americana, Sabrina Harman, envolvida no escândalo da prisão de Abu Grahïb, foi considerada culpada de seis das sete acusações que pesavam sobre si. Harman, de 27 anos, que surgiu em numerosas fotos que mostravam as sevícias aos prisioneiros e fizeram o escândalo no Verão de 2004, tinha-se declarado inocente na semana passada.

O juri militar considerou, no entanto, a sua cumplicidade no caso da pirâmide de prisioneiros e no caso do prisioneiro ligado a cabos eléctricos apesar do testemunho de um colega que reclama a autoria dos actos.

O advogado da defesa mostrou ao júri uma carta que Sabrina tinha escrito a uma amiga, dias antes dos abusos mais graves sobre os prisioneiros, onde a soldado dizia que os americanos estavam a “ir longe demais” e onde explicava que filmava e fotografava para poder mostrar ao mundo. Sabrina é a segunda soldado a ser julgada no âmbito deste escândalo e incorre numa pena de cinco anos e meio de prisão.