Última hora

Última hora

Triângulo de Weimar aposta tudo no "sim" à Constituição

Em leitura:

Triângulo de Weimar aposta tudo no "sim" à Constituição

Tamanho do texto Aa Aa

É o tudo por tudo para a vitória do “sim” à Constituição Europeia, em França. A Cimeira do Triângulo de Weimar, entre os líderes francês, alemão e polaco, a decorrer em Nancy, está a servir para tentar convencer os franceses e os europeus de que não há outra saída senão dizer “sim” ao Tratado Constitucional.

Faltam só 10 dias para o sufrágio em França e as sondagens indicam que mais de metade dos franceses se prepara para rejeitar o Tratado. O chanceler alemão considera que é imprescindível um “sim” à Constituição em França, e noutros países, para que “todos os fundamentos nos quais baseia a União a 25 sejam cumpridos”. Schroeder garante que é uma ilusão pensar-se em renegociar o Tratado. O chanceler disse ainda que não há qualquer plano B, caso vença o “não” no referendo. Esta Cimeira está a servir também para apertar o cerco aos britânicos. França, Alemanha e Polónia querem a revisão do denominado “cheque britânico”, ou seja, uma cláusula exclusiva da Grã-Bretanha que lhe permite reaver parte dos fundos disponibilizados para os Estados-membros. Os três países querem que a revisão da cláusula seja feita tendo já em conta o orçamento comunitário para 2007-2013.