Última hora

Última hora

CE considera inaceitável expulsão de políticos e jornalistas europeus de Cuba

Em leitura:

CE considera inaceitável expulsão de políticos e jornalistas europeus de Cuba

Tamanho do texto Aa Aa

A expulsão de políticos e jornalistas europeus por Cuba faz subir a tensão entre Bruxelas e Havana. Quatro deputados (dois polacos, um alemão e um checo), foram expulso da ilha de Fidel, onde tencionavam assistir ao congresso da dissidência cubana. Também dois jornalistas polacos foram detidos e, pelo menos, mais quatro terão já sido expulsos do território. Um jornalista italiano terá, também, sido interpelado.

A Comissão Europeia (CE) já reagiu: inaceitável, é como o comissário para o Desenvolvimento e Ajuda Humanitária considera o ocorrido. A declaração do porta-voz: “O comissário Louis Michel considera que este incidente não é aceitável. Os deputados da Europa ou de qualquer outro país têm o direito de viajar, de se deslocarem e mesmo de participarem em reuniões da oposição se considerarem oportuno. É um comportamento que não é aceitável, para nós.” Em Janeiro, a União retomou o diálogo com Cuba e suspendeu as sanções diplomáticas. A suspensão vai ser revista em Junho, à luz dos “progressos democráticos realizados” por Havana.