Última hora

Última hora

Karzai exige resposta firme de Washington a tortura de prisioneiros afegãos

Em leitura:

Karzai exige resposta firme de Washington a tortura de prisioneiros afegãos

Tamanho do texto Aa Aa

Hamid Karzai está chocado com as revelações feitas na imprensa norte-americana, depois de um inquérito militar ter constatado as mortes por tortura de dois prisioneiros sob custódia dos Estados Unidos na prisão de Bagram no Afeganistão.

O presidente afegão exige uma resposta firme de Washington a estes atropelos aos Direitos Humanos. “Queremos que o governo norte-americano tome medidas fortes para afastar esse tipo de pessoas do trabalho com as forças no Afeganistão. Uma acção forte e bem visível tem de ser tomada neste sentido e vou dizê-lo também quando for aos Estados Unidos”, disse, em Cabul, Hamid Karzai. Karzai, que se avista com o presidente Bush na próxima semana, pretende assumir a custódia de todos os prisioneiros afegãos e fiscalizar as operações militares norte-americanas. Nas últimas semanas, o sentimento anti-americano tinha originado protestos e confrontos no Afeganistão depois da Newsweek ter noticiado a profanação do Corão durante os interrogatórios na prisão de Guantánamo, algo que a revista viria a desmentir posteriormente. Nesses confrontos morreram cerca de duas dezenas de pessoas e mais de cem ficaram feridas.