Última hora

Última hora

Microsoft tem uma semana para respeitar exigências de Bruxelas

Em leitura:

Microsoft tem uma semana para respeitar exigências de Bruxelas

Tamanho do texto Aa Aa

Uma semana é o prazo que resta à Microsoft para satisfazer as exigências de Bruxelas. O gigante mundial da informática tem de comercializar, na Europa, um Windows sem o Media Player incluído.

Esta foi uma das exigência da Comissão Europeia, que, em Março do ano passado, condenou a Microsoft por abuso de posição dominante. A empresa fundada por Bill Gates pagou uma multa recorde de 497 milhões de euros e foi também condenada adivulgar o código-fonte do Windows, às empresas concorrentes, para que estas possam desenvolver programas compatíveis com aquele sistema operativo. A Comissão Europeia espera agora que a Microsoft a informe das medidas tomadas para respeitar as exigências de Bruxelas. Se não o fizer durante esta semana, a Comissão tem o direito de aplicar multas diárias que podem ir até aos cinco por cento do volume de negócios diário mundial.