Última hora

Última hora

Mega-operação contra a pedofilia em Itália

Em leitura:

Mega-operação contra a pedofilia em Itália

Tamanho do texto Aa Aa

A polícia transalpina começou a desmantelar uma rede de pedofilia, altamente organizada, que utilizava a internet para a divulgação de fotografias e vídeos com imagens de actos sexuais e torturas infligidas a crianças com idades entre os 4 e os 8 anos.

Entre as 186 pessoas sob investigação do Ministério Público, estão três sacerdotes, dois autarcas, mas também pelo menos um polícia de trânsito, um médico, um assistente social e um professor que terão acedido ao site anónimo onde se trocavam as imagens. As cenas de tortura e demais fotogramas estavam apenas acessíveis através de uma palavra-passe, durante nove dias, num site antes de migrarem para outra página na rede. O inquérito foi desencadeado por uma denúncia feita por uma associação de protecção de crianças. As averiguações judiciais centram-se na Sicília mas a operação de identificação dos 186 homens agora sob investigação decorre há quase um ano e abrangeu a maioria do território transalpino. O Ministério Público prossegue as investigações não tendo ainda feito qualquer acusação neste caso de pedofilia em Itália.