Última hora

Última hora

Schroeder enceta manobra política com uma moção de confiança

Em leitura:

Schroeder enceta manobra política com uma moção de confiança

Tamanho do texto Aa Aa

O futuro político da Alemanha passa necessariamente pelo parlamento. Gerhard Schroeder interpretou a mensagem da derrota na eleição regional da Renânia do Norte-Vestefália, pediu eleições antecipadas, falou com o presidente Horst Kohler e olha agora para a câmara parlamentar.

O chanceler vai apresentar uma moção de confiança aos deputados no próximo dia 1 de Julho. Apesar de ter a maioria, a oposição e as abstenções no SPD deverão promover a rejeição da moção, validando a necessidade de um escrutínio antecipado em Setembro. Os rivais da CDU, liderados por Angela Merkel, estão naturalmente a aproveitar o momento político para cerrar fileiras e propagar a larga vantagem dos cristãos-democratas nas últimas sondagens. Apesar dos apelos à união, ainda não há um consenso anunciado sobre quem se vai candidatar à chanceleria. Merkel é a figura mais provável, mas não existe um acordo oficial. A CDU tem a seu favor um imenso descontentamento social com as reformas que Schroeder impôs no Estado-providência, no sistema de pensões, no mercado laboral, e que provocaram várias manifestações ao longo dos últimos meses.