Última hora

Última hora

Espanha: Detenção de Arnaldo Otegi pode ameaçar negociações com a ETA

Em leitura:

Espanha: Detenção de Arnaldo Otegi pode ameaçar negociações com a ETA

Tamanho do texto Aa Aa

A detenção do líder independentista basco Arnaldo Otegi, num momento em que o governo espanhol tenta novas conversações com a ETA, não contribui para aresolução do conflito, segundo o governo de Vitória.

O antigo líder do ilegalizado partido Batasuna encontra-se detido preventivamente desde ontem na prisão de Soto del Real, em Madrid, acusado de pertencer à organização separatista basca ETA. Os juízes consideraram válidas as acusações da Associação de Vítimas do Terrorismo, que estabelecem uma ligação entre Otegi e o financiamento da ETA. Uma versão rejeitada pelo acusado, cuja liberdade condicional depende agora do pagamento de uma fiança de 400 mil euros. Um valor que os familiares prometem entregar hoje ou amanhã. Para o porta-voz do antigo Batasuna, Joseba Permach, a detenção de Otegi, “é um ataque directo às esperanças de paz e de resolução democrática do conflito”. No dia 17 de Maio, o Parlamento espanhol tinha votado a reabertura de negociações com a ETA caso o grupo separatista abandonasse as armas. O porta-voz do grupo parlamentar socialista Alfredo Perez Rubalcava prefere elogiar “o funcionamento do estado de direito, o juíz ditou uma sentença que acatamos e respeitamos”. Um atentado atribuído à ETA voltou ontem a abalar Madrid, provocando 52 feridos ligeiros. A oposição do Partido Popular, contrária às negociações com a ETA propôs hoje a ilegalização do Partido Comunista das Terras Bascas (PCTV), apontado como o seguidor do Batasuna no Parlamento Vasco. O PCTV anunciou entretanto a mudança de nome para Grupo Parlamentar da Esquerda Abertzale. Esta manhã a formação recusou-se a assinar um comunicado do Parlamento basco onde se condenava o atentado de ontem em Madrid.