Última hora

Última hora

Polícia espanhola desmantela rede de pedofilia e pornografia infantil

Em leitura:

Polícia espanhola desmantela rede de pedofilia e pornografia infantil

Tamanho do texto Aa Aa

A polícia espanhola desmantelou uma rede de pedofilia e pornografia infantil, que se dedicava à violação de dezenas de bebés e crianças, cujas imagens eram difundidas na Internet.

A operação culminou com as detenções em Múrcia, Barcelona e Ourense de cinco pessoas com idades entre os 23 e os 43 anos. O principal envolvido, um informático de 23 anos residente em Múrcia, oferecia-se como baby-sitter para se poder aproximar das vítimas. Em Fevereiro, a polícia espanhola foi lançada na investigação pela Interpol, graças a imagens da violação de um bebé de pouco mais de um ano, na qual aparecia um bilhete dos caminhos de ferro espanhóis. Para descrever o horror do crime, o ministro do Interior José Antonio Alonso disse que foi “juiz durante muitos anos, mas nunca tinha visto imagens tão brutais e abjectas”. Alvaro I. G., o cabecilha do grupo, referenciado no meio da pedofilia como Nanysex, é acusado de ter violado sete crianças com idades entre um e cinco anos. Alguns dos cúmplices participavam e filmavam as violações, enquanto dois dos detidos se dedicavam à sua distribuição. Os crimes, que foram todos cometidos em Espanha, tinham a Internet como canal privilegiado de difusão. As autoridades, que consideraram as imagens horripilantes, não apuraram ainda se os pais das vítimas estavam a par do ocorrido.