Última hora

Última hora

EUA reatam diálogo com Autoridade Palestiniana

Em leitura:

EUA reatam diálogo com Autoridade Palestiniana

Tamanho do texto Aa Aa

Foi com algumas críticas a Israel que o presidente norte-americano assegurou a Mahmud Abbas o apoio de Washington à criação de um Estado palestiniano pacífico e democrático. Pela primeira vez em quatro anos anos, um presidente da Autoridade Palestiniana foi recebido na Casa Branca. Um momento simbólico que marcou o fim da era Yasser Arafat, o falecido líder palestiniano que Washington boicotava.

Ontem, ao lado de Mahmud Abbas, George W. Bush criticou o traçado do muro de segurança, pediu a Israel que bloqueie a construção de colonatos na Cisjordânia e que não tome decisões contrárias ao Roteiro da Paz que possam prejudicar as futuras negociações. Bush não deixou também de motivar Mahmud Abbas para continuar a luta contra os grupos radicais. O presidente palestiniano conseguiu ver concretizados alguns dos objectivos fixados para esta visita. Para Abbas “o tempo está tornar-se no grande inimigo e é preciso resolver o conflito antes que seja tarde, por isso, estendemos as mãos cheios de boa vontade aos israelitas”. Numa gesto de incentivo, Washington anunciou uma ajuda imediata de 50 milhões de dólares para que a Autoridade Palestiniana possa construir infra-estruturas após a retirada israelita da Faixa de Gaza, marcada para Agosto. Os resultados da visita de Abbas a Washington agradam a diversos responsáveis palestinianos. A população divide-se entre a esperança e as dúvidas sobre a criação de um Estado. Mohammed Salah mora em Ramallah, na Cisjordânia e diz esperar que “o encontro seja bom para os palestinianos porque os Estados Unidos podem ajudar qualquer um desde que se interessem”. Os palestinianos temem que Israel aproveite a retirada da Faixa de Gaza para fechar as portas a negociações e legitimar a colonização na Cisjordânia.