Última hora

Última hora

França pronuncia-se sobre tratado constitucional

Em leitura:

França pronuncia-se sobre tratado constitucional

Tamanho do texto Aa Aa

Os dados estão lançados. O tratado constitucional europeu vai conhecer o veredicto dos franceses este domingo. A França ultramarina já votou no sábado e poderá fazer a diferença, já que a afluência às urnas foi quatro vezes superior à registada em 1992, no referendo sobre o tratado de Maastricht, quando o “sim“venceu por apenas meio milhão de votos. Ao todo são 42 milhões de eleitores. Se o “não” vencer, a União vai continuar a reger-se por legislação concebida para uma Europa mais pequena. Uma das consequências é a do sistema político europeu poder ficar bloqueado de forma fácil. Este tratado prevê o fim parcial da unanimidade nas votações do Conselho da União Europeia e a implementação da maioria qualificada para aprovação.

Este domingo, as últimas urnas a serem encerradas são as de Paris e Lyon, quando forem 10 da noite, hora local. Em Issy Les Moulineaux, na cidade luz, os eleitores vão poder testar o sistema de voto electrónico, que não terá ainda validade. Um ensaio para que no futuro seja possível votar em qualquer parte do país, independentemente do circulo eleitoral onde se está recenseado.