Última hora

Última hora

Chirac prepara grandes mudanças no governo

Em leitura:

Chirac prepara grandes mudanças no governo

Tamanho do texto Aa Aa

O tempo de Jean-Pierre Raffarin em Matignon parece ter chegado ao fim. O presidente francês vai amanhã anunciar as mudanças que prometeu. O “não” dos eleitores ao Tratado Constitucional europeu parece ter ditado a sorte de Raffarin, o primeiro-ministro. Depois de um encontro com o presidente Jacques Chirac, no Eliseu, o chefe do executivo de Paris, aparentemente com a carta de demissão no bolso, apenas disse que em breve haverá novidades.

Quem poderá ser o próximo primeiro-ministro em França? Um dos nomes avançados é o de Dominique de Villepin, grande aliado de Chirac, actual ministro do Interior. Para os analistas é demasiado próximo, já que o voto de ontem exprimiu a vontade dos eleitores de mudanças radicais. Se Villepin ocupar o lugar de honra de Matignon teme-se que pouco mude. Nicolas Sarkozy, presidente da UMP – plataforma política da maioria -, é o rival incontestado do presidente e ambiciona concorrer ao Eliseu em 2007. Assondagens indicam que os franceses o querem como primeiro-ministro. Michelle Aliot-marie, ministra da Defesa, uma mulher também da confiança do presidente. Jacques Chirac, assim que soube que o “não” tinha ganho de forma incontestável, apareceu para dizer que registou “a mensagem, as inquietações e os receios transmitidos e que vai responder, vai tentar causar uma forte impressão com medidas e decisões a serem comunicadas nos próximos dias”. Mas às vozes que pedem a sua demissão o presidente não respondeu. Apesar de ter pedido aos eleitores para não fazerem desde referendo um plebiscito ao seu governo, ninguém tem dúvidas que foi isso mesmo o que os franceses fizeram.