Última hora

Última hora

França: unidade do Partido Socialista em causa depois do referendo

Em leitura:

França: unidade do Partido Socialista em causa depois do referendo

Tamanho do texto Aa Aa

Para além do cartão amarelo a Paris, o referendo poderá servir para os socialistas franceses pararem para pensar no futuro do partido. O PS gaulês está literamlente dividido, com o seu líder Francois Hollande, que fez campanha pelo “sim” de um lado, e um peso-pesado do partido, Laurent Fabius, do outro.

Hollande minimiza os possíveis efeitos negativos da divisão ao afirmar que “as bases não devem ver um problema, mas sim interpretar o sucedido como uma escolha democrática e coroajosa”. Mas Laurent Fabius, o vencedor, grande instigador do “não”, é alguém que pode disputar a liderança do PS num momento de fragilidade do partido. Embora Hollande já tenha dito que não pensa ceder o lugar a Fabius, ouvem-se vozes nesse sentido. As bases do lado de Fabius insistem na necessidade de o partido ouvir a voz dos que votaram “não”, como se essa voz fosse outro plebiscito, à subida de Fabius como líder do PS.