Última hora

Última hora

Bulgária: tudo indica vitória socialista

Em leitura:

Bulgária: tudo indica vitória socialista

Tamanho do texto Aa Aa

Os resultados oficiais parciais das legislativas na Bulgária dão a vitória aos socialistas, que lideram a chamada coligação pela Bulgária, com 31 por cento. O líder socialista Serguei Stanishev, o primeiro-ministro cessante, o ex-monarca Simeão II, afirmou que pretende colaborar com todos os partidos democráticos no futuro parlamento e não descarta a hipótese de ser primeiro-ministro.

A Aliança Nacional Simeão II está em segundo lugar, com 21 por cento dos votos. O movimento pelos Direitos e Liberdades, que defende a minoria turca no país terá obtido cinco por cento. Mas a grande surpresa do escrutínio é a coligação extremista Ataka, fundada há um mês, que alcançou 9,38 por cento dos votos, vista como uma organização xenófoba e racista. Dados oficiais indicam uma participação de 53, 48 por cento, considerada baixa para os níveis nacionais. Estes valores indicam que os socialistas terão de sujeitar-se a jogos de cintura para formar um governo e preparar a entrada do país no clube europeu em 2007. O próximo executivo de Sofia terá de levar a bom porto uma série de reformas políticas difíceis, sob o olhar atento de Bruxelas, para adaptar a legislação nacional ao acervo comunitário. Segundo analistas, o executivo do ex-monarca, embora considerado o melhor desde a queda do comunismo no país, pecou por não ter sido capaz de lutar com eficácia contra a pobreza e o crime.