Última hora

Última hora

Galileo: União Europeia escolhe oferta comum de dois consórcios

Em leitura:

Galileo: União Europeia escolhe oferta comum de dois consórcios

Tamanho do texto Aa Aa

A União Europeia escolheu, esta segunda-feira, a oferta comum apresentada pelos dois consórcios candidatos ao contrato de construção e exploração do sistema europeu de navegação por satélite Galileo.

O Galileo Joint Undertaking (GJU), criado pela Comissão Europeia, e a Agência Espacial Europeia anunciaram a escolha em comunicado. De acordo com o director executivo da GJU, Rainer Grohe, “com a oferta conjunta são cumpridos todos os critérios definidos para a fase de construção e exploração do sistema”, que deve decorrer entre 2006 e 2007. Depois de se terem apresentado independentemente, os consórcios Eurely e iNavSat optaram por apresentar uma candidatura comum, que prevê um investimento de 1,4 mil milhões de euros, ou seja, dois terços dos 2,1 mil milhões previstos para o lançamento de satélites e criação de infra-estruturas em terra. Os restantes 700 milhões de euros sairão directamente do orçamento europeu. O consórcio Eurely é liderado pelas companhias Alcatel e Finmeccanica. O iNavSat depende sobretudo da Thales e da EADS. O sistema europeu, concorrente do GPS americano, deverá começar a funcionar parcialmente em 2008 com o lançamento de 30 satélites e terá como principais prioridades a orientação dos automobilistas e as missões de salvamento. A actividade económica gerada pelos serviços relacionados com o Galileo deverão permitir a criação de 150 mil postos de trabalho altamente qualificados na União Europeia.