Última hora

Última hora

Iraque: segundo parlamentar assassinado

Em leitura:

Iraque: segundo parlamentar assassinado

Tamanho do texto Aa Aa

A polícia iraquiana abriu fogo sobre uma multidão de duas mil pessoas que se manifestavam contra o desemprego na cidade de Samawa, no sudeste do país. Pelos menos uma pessoa foi morta e três ficaram feridas. Armados de paus e pedras os manifestantes atacaram as forças policiais mas acabaram por dispersar. Os rebeldes iraquianos lançaram também esta terça-feira dois ataques suicidas em diferentes pontos do país um destes ataques teve como alvo o carro de um parlamentar xiita e uma coluna de viaturas da polícia.

Este último ataque deu-se no morte do Iraque, em Kirkouk, onde duas pessoas foram mortas. Já perto de Bagdad, na localidade de Al-Rachidyah, Dhari al-Fayyad, membro da assembleia iraquiana e um dos seus filhos foram assassinados num ataque suicida contra a viatura em que seguiam. Há mais de um ano que a guerrilha não dá sinais de fraqueza neste feudo. Al-Fayad, de 87 anos, é o segundo membro da assembleia nacional a ser assassinado depois das eleições a 30 de Janeiro. Neste ataque morreu também o seu guarda-costas. Enquanto a violência continua a matar no Iraque, o presidente norte-americano tenta convencer a opinião pública do seu país da necessidade de manter os seus 130 mil soldados no terreno para resolver os problemas de segurança.