Última hora

Última hora

Gerhard Schroeder aposta tudo na moção de (des)confiança

Em leitura:

Gerhard Schroeder aposta tudo na moção de (des)confiança

Tamanho do texto Aa Aa

Na Alemanha, cresce a expectativa sobre o que se vai passar esta sexta-feira no parlamento.

O chanceler alemão quer provocar eleições para reconquistar votos mas, na véspera da votação da moção de confiança, a imprensa começa a duvidar que a estratégia de Schroeder resulte. O que o chefe do executivo pretende é que a moção de confiança que vai apresentar aos deputados não seja aprovada. Se assim for, haverá obrigatoriamente eleições antecipadas,talvez no Outono. Para isso acontecer, é necessário que apenas quatro dos 304 deputados se abstenha na votação. Ora, todos os ministros já garantiram que se vão abster portanto aqui não deverá haver surpresas de última hora. Mas a pergunta que muitos fazem agora é: como quer Gerhard Schroeder reconquistar votos em Outubro e assim conseguir de novo o apoio do parlamento para governar? É que, nas últimas eleições, o SPD perdeu o mais importante bastião regional que detinha há quase 40 anos e será pouco provável que em tão pouco tempo consiga colocar os alemães do lado de Gerhard Schroeder.