Última hora

Última hora

Futuro de Schroeder nas mãos do presidente Kohler

Em leitura:

Futuro de Schroeder nas mãos do presidente Kohler

Tamanho do texto Aa Aa

O voto de não confiança que o parlamento alemão deu esta sexta-feira ao Chanceler Gerhard Schroeder abre caminho à realização de eleições antecipadas.

Uma decisão que está agora nas mãos do presidente Horst Koehler, que de acordo com a constituição tem 21 dias para convocar eleições ou manter Scroeder no governo. A alemanha enfrenta assim uma crise política que se junta ao lento progresso económico e ao aumento do desemprego. Uma conjuntura que, em caso de dissolução do parlamento, pode vir a beneficiar a oposição conservadora liderada por Angela Merkel. Enquanto isso os alemães parecem receptivos à saída de Schroeder. Para já, as sondagens dão uma vantagem de 17 pontos percentuais aos Democratas Cristãos liderados por Merkel, que tem a oportunidade de se tornar na primeira mulher Chanceler. Este parece ser o início de um forte abalo prestes a atingir a maior economia da Europa. Europa essa que já está mergulhada numa crise sem precedentes, iniciada com a rejeição Francesa e Holandesa ao tratado constitucional europeu.