Última hora

Última hora

Começou a campanha eleitoral na Alemanha

Em leitura:

Começou a campanha eleitoral na Alemanha

Tamanho do texto Aa Aa

A criação de um imposto para os muito ricos e um conjunto de medidas para as famílias são as apostas do SPD alemão para recuperar a popularidade perdida.

De olhos postos nas próximas legislativas o partido Social Democrata de Gerhard Schroder adoptou por unanimidade as linhas do programa com que conta convencer o eleitorado. Para Franz Mutefering, presidente do SPD há três temas chave para desenvolver nesta campanha que agora começa: trabalho, segurança e humanismo, pontos apresentados como esseanciais para o futuro. Este programa destina-se a 33% do eleitorado tradicional de Gerhard Schroder tentado por uma esquerda mais radical. No campo da CDU apontam-se igualmente as baterias para combater o desemprego e promover o crescimento, sendo estas as prioridades dos conservadores cuja líder Angela Merkel declarou que “o caminho é dar prioridade à criação de emprego porque sem postos de trabalho não se pode falar em crescimento”. As sondagens falam uma grande descida do partido de Gerhard Schroder a favor dos conservadores da CDU/CSU que estão creditados com 44% das intenções de voto contra 26% para os social democratas.