Última hora

Última hora

À margem do G8: alter-mundialistas furam cordão policial em Gleneagles

Em leitura:

À margem do G8: alter-mundialistas furam cordão policial em Gleneagles

Tamanho do texto Aa Aa

A polícia levantou a suspensão da manifestação, decretada na sequência das cenas de violência nos acessos a Gleneagles, onde se inicia a Cimeira do G8. E as manifestações estão a seguir um curso perigoso: os alter-mundialistas sairam dos percursos traçados pela polícia e estão a provocar os agentes. O contingente policial foi reforçado pela polícia montada.

Os milhares de manifestantes pretendem perturbar de todas as formas a realização da cimeira dos mais ricos. Mais de uma centena de activistas vestidos de negro, muitos com as caras tapadas com lenços ou encapuzados, partiram vidros de carros estacionados e apedrejaram a polícia. Os comerciantes da cidade estiveram entricheirados toda a tarde nas suas lojas com receio de que lhes partissem as montras. A intenção dos manifestantes era provocar a anulação da cimeira. Na capital escocesa, Edimburgo, o activista e músico irlandês Bob Geldof encheu 12 autocarros de dois andares com cerca de 1000 manifestantes que vão insistir no slogan “Para a pobreza passar à história”. Geldof fez questão de separar bem as águas e diferenciar a manifestação que convocou para hoje das demonstrações de violência que os alegados altermundialistas protagonizam em Gleneagles.