Última hora

Última hora

Estudo: Será possível encontrar um cidadão europeu?

Em leitura:

Estudo: Será possível encontrar um cidadão europeu?

Tamanho do texto Aa Aa

Numa altura em que a Europa se interroga sobre o seu futuro e a sua identidade, Euro RSCG apresenta um estudo sobre os valores dos cidadãos Europeus.

Uma sondagem realizada em 10 países, que representam 85% da população da União Europeia, conclui que existe um modelo europeu de valores económicos e sociais. Os europeus são favoráveis à economia de mercado, mas querem que esta seja solidária. 73% dos inquiridos considera que a concorrência tem “efeitos positivos para o crescimento e o emprego”, apesar das diferenças regionais: 82% dos finlandeses defende esta posição contra apenas 54% dos portugueses. O valor do trabalho ocupa uma posição dominante para 59% dos Europeus. 85% defende o acesso gratuito aos cuidados médicos. 63% é a favor do rendimento mínimo. Mas será possível encontrar um cidadão europeu? Para o director de Estudos da Euro RSCG “Os europeus partilham um sistema de valores semelhantes e próximos, mas quando se lhes pergunta se do ponto de vista dos valores têm o sentimento de estarem próximos ou afastados dos outros países europeus, eles têm o sentimento de estarem distantes”. Os países onde existe um maior sentimento de afastamento são a Holanda e Portugal, onde 60% dos inquiridos se disse distante dos outros países em termos de valores. Portugal e República Checa são os países onde mais se apoia a ideia que “quando as mulheres têm filhos não devem trabalhar”. A imigração divide os europeus com 53% dos inquiridos a afirmar que “não devemos acolher mais imigrantes”. Quanto ao aborto e à homossexualidade são aceites pela maioria dos Europeus. 62% defende a liberdade de abortar, 64% aceita a homossexualidade. O estudo conclui também que, globalmente, os mais novos e os mais idosos partilham o mesmo modelo económico e social apesar de algumas variações regionais.