Última hora

Última hora

Líderes do G8 chegam a Gleneagles

Em leitura:

Líderes do G8 chegam a Gleneagles

Tamanho do texto Aa Aa

Tony Blair é o anfitrião da cimeira do G8, que arranca esta quarta-feira à noite em Gleneagles. Cada um dos líderes vai defender a sua visão do mundo. Mas todos enfrentam o mesmo desafio: apresentar medidas concretas e eficazes de combate à pobreza em África. A proposta britânica sugere o cancelamento da dívida dos mais pobres, a duplicação da ajuda a África até 2010, a redução dos subsídios aos agricultores ocidentais e o levantamento das barreiras às exportações africanas. A administração do presidente George W. Bush quer ajudar África, mas não ir tão longe. Os Estados Unidos recusam-se a aumentar para 0,7 por cento a percentagem do PIB dedicada à ajuda externa e argumentam que já são os maiores doadores do mundo. O presidente russo Vladimir Putin pôs-se ao lado de Blair e anunciou o cancelamento da dívida dos países africanos à antiga União Soviética. Putin ambiciona assumir a presidência rotativa do G8 no próximo ano e para isso precisa de melhorar a imagem do seu país. O chanceler alemão, Gerhard Schroeder, não acredita que os problemas de Africa possam ser resolvidos enviando mais dinheiro. A Alemanha quer fazer depender a ajuda da boa governação e dos progressos democráticos dos países receptores. Os problemas ambientais também vão estar no centro das discussões mas o compromisso é díficil. George W. Bush voltou a dizer que os Estados Unidos não ratificarão o Protocolo de Quioto.