Última hora

Última hora

Líderes do G8 pretendem acção concertada e imediata para combater terrorismo

Em leitura:

Líderes do G8 pretendem acção concertada e imediata para combater terrorismo

Tamanho do texto Aa Aa

Em Gleneagles, os líderes participantes na cimeira do G8 vincaram a determinação no combate ao terrorismo.

Todos os representantes dos países mais desenvolvidos do mundo condenaram os ataques de Londres e apelaram à união para agir de forma eficaz contra esta ameaça à liberdade e à democracia. Por isso, à margem da cimeira, Silvio Berlusconi apontava a necessidade dessa cooperação a todos os níveis. “Todos temos a intenção de sair daqui com medidas reais e imediatas. Isso será a marca da nossa vontade de combater o terrorismo, mas será também uma acção imediata”. Uma iniciativa que, para o primeiro-ministro italiano, tem uma estratégia e riscos bem definidos. “Temos de ser vigilantes e rigorosos. Mas também temos de ter consciência do facto de estarmos expostos”. Para o presidente russo Vladimir Putin, a estratégia passa também por um reforço da cooperação. “O que aconteceu em Londres demonstra que estamos a fazer muito pouco para unirmos as nossas forças de forma eficaz na luta contra o terrorismo”. Gerhard Schroeder considera que os atentados visam afastar a cimeira do seu propósito inicial. “Os terroristas estão claramente a tentar evitar que a cimeira debata questões importantes para o nosso mundo: o combate à fome e à pobreza, a luta contra as dificuldades climáticas -para não falar em catástrofes. Tudo questões que dizem particularmente respeito ao Terceiro Mundo”. O repúdio pelos atentados estendeu-se ao mundo árabe.O Egipto, a Arábia Saudita, a Autoridade Palestiniana e mesmo o Irão condenaram os ataques.