Última hora

Última hora

Polícia britânica detém suspeito de atentados em Londres

Em leitura:

Polícia britânica detém suspeito de atentados em Londres

Tamanho do texto Aa Aa

A polícia britânica deteve um indivíduo em West Yorkshire, no norte de Inglaterra, no quadro da investigação aos atentados em Londres.

A informação foi avançada pela Scotland Yard, depois da polícia e do exército terem levado a cabo durante o dia inteiro várias buscas na cidade de Leeds, de onde seriam provenientes os quatro autores dos ataques. O responsável da brigada anti-terrorista da Scotland Yard, Peter Clarke, revelou em conferência de imprensa que “os quatro indivíduos chegaram a Londres de comboio. As imagens captadas pelas câmaras de vigilância do metro mostram os quatro homens na estação de King’s Cross, pouco depois das 8h30 na manhã de 7 de Julho. Um dos indivíduos que partiu de Yorkshire foi mais tarde dado desaparecido pela família que alertou a polícia pouco depois das 10 horas do mesmo dia. Podemos afirmar com certeza que juntou-se aos restantes três individuos na sua viagem para Londres”. As autoridades confirmaram ainda a morte do bombista responsável pelo ataque na estação de metro de Aldgate, sem se referirem às informações que davam conta da morte dos quatro indivíduos durante os atentados. Alguns media britânicos falavam durante a tarde da possibilidade das acções terem sido levadas a cabo por bombistas suicidas. A investigação prossegue entretanto, agora em passo acelerado, depois de ter sido apreendida a viatura utilizada pelos terroristas na estação londrina de Lutton, obrigando as autoridades a realizar uma explosão controlada. Horas antes, em Leeds, a polícia tinha evacuado 500 pessoas para realizar outra explosão controlada, numa casa inspeccionada pelas autoridades. Segundo os media britânicos, a identificação do cadáver de um dos terroristas terá permitido à polícia explorar a pista de Leeds. A informação que não foi confirmada, dava conta da descoberta do corpo de um dos suspeitos no interior do autocarro destruído na quinta-feira por uma explosão em Tavistock Square. O saldo provisório de vítimas dos atentados de quinta-feira em Londres, aponta para 52 mortos e pelo menos setecentos feridos, um número que poderá aumentar à medida que prosseguem as buscas no túnel da linha de metro de Piccadilly.