Última hora

Última hora

Israel reocupa cidade de Tulkarem

Em leitura:

Israel reocupa cidade de Tulkarem

Tamanho do texto Aa Aa

É uma dura reacção ao atentado de Netanya. Depois de ter encerrado as fronteiras com os territórios ocupados, Israel reocupou a cidade de Tulkarem na Cisjordânia, para perseguir os radicais da Jihad Islâmica, o movimento que reivindicou o ataque suicida.

Durante a ofensiva sobre Tulkarem, lançada de madrugada pelo exército hebraico, foram detidos cinco activistas da Jihad islâmica e apreendidas várias armas. Um polícia palestiniano terá, também, perdido a vida. O exército israelita recupera assim o controlo da cidade de Tulkarem que a 21 de Março já tinha passado para as mãos da polícia palestiniana. E não estabelece prazos para uma nova retirada. Numa outra acção em Belém, sul da Cisjordânia, outros quatro activistas do movimento extremista foram detidos. Quatro mulheres, duas delas adolescentes, morreram depois de um bombista suícida de 18 anos ter deflagrado uma carga explosiva nas imediações do centro comercial de Netanya, uma estância balnear a norte de Telavive. A Jihad islâmica depressa reivindicou o atentado rompendo assim uma trégua de cinco meses em solo israelita, pedida por Mahmoud Abbas. A autoridade palestiniana condenou, imediatamente, o atentado..