Última hora

Última hora

Europa presta homenagem às vítimas de Londres

Em leitura:

Europa presta homenagem às vítimas de Londres

Tamanho do texto Aa Aa

O Big Ben soou e a Europa parou para cumprir dois minutos de silêncio em homenagem às vítimas dos atentados da passada quinta-feira em Londres. À excepção de Trafalgar Square, a praça mais central da capital inglesa, os locais de maior concentração de pessoas foram as estações de metro de King’s Cross, Edgware Road e Liverpool Street, bem como Tavistock Square, onde se deu a explosão do autocarro. Tony Blair, a rainha Isabel II e o príncipe Carlos e a mulher Camila saíram à rua para homenagearem as vítimas.

Em Madrid, onde os atentados do 11 de Março de 2004 ainda estão bem presentes na memória de todos, os dois minutos de silêncio também foram respeitados. Muita gente deslocou-se à Puerta del Sol, junto à sede do governo, para prestar homenagem às vítimas de Londres. Em Moscovo, a iniciativa não teve um cariz oficial, mas os dois minutos de silêncio foram cumpridos pelos moscovitas e pelos funcionários da embaixada de Londres na Rússia. Homenagem simbólica foi a de Roma, onde muitos italianos cumpriram os dois minutos de silêncio na principal gare de comboios da capital. A Comissão Europeia associou-se também às manifestações de solidariedade para com as vítimas dos atentados terroristas e cumpriu os dois minutos de silêncio numa pequena cerimónia diante da sede do executivo, em Bruxelas. Em Portugal, a iniciativa foi respeitada pelo Governo e pelo Presidente da República, bem como pelos funcionários da presidência e da Assembleia da República.