Última hora

Última hora

Líbano: anti-sírios e pró-sírios procuram acordo para formar governo

Em leitura:

Líbano: anti-sírios e pró-sírios procuram acordo para formar governo

Tamanho do texto Aa Aa

O novo primeiro-ministro libanês reinicia hoje as negociações com vista à formação de um governo de unidade nacional. Fouad Siniora tem nas mãos a difícil tarefa de formar o primeiro governo do país depois de 29 anos de ocupação síria, tentando reconciliar no poder os anti-sírios, vencedores das eleições, com os sectores pró-sírios.

O responsável político que ontem viu a sua proposta de executivo rejeitada pelos partidos católicos e xiitas, reuniu-se com o presidente Emile Lahoud para voltar a discutir a repartição de pastas ministeriais. Tanto o Bloco para a Reforma e Mudança, do deputado católico Michel Aoun, como a coligação xiita do Amal e Hezbollah exigem mais lugares no próximo governo. Segundo os media libaneses, a nova proposta de executivo, prevê uma equipa de 24 ministros formada por figuras exteriores aos partidos e ao Parlamento. Uma forma de contornar as tensões, reacendidas ontem pelo atentado em Beirute que visou o ministro da defesa cessante, e genro do presidente, Elias Murr. Ambos são considerados fiéis aliados de Damasco.