Última hora

Última hora

Os investigadores no encalço do cérebro dos ataques de Londres

Em leitura:

Os investigadores no encalço do cérebro dos ataques de Londres

Tamanho do texto Aa Aa

A polícia britânica acredita ter identificado o mentor dos atentados terroristas de Londres. As buscas efectuadas esta noite em várias residências, de Aylesbury, a 60 quilómetros da capital, conduziram a um britânico de origem paquistanesa que terá chegado a um porto de Inglaterra há um mês e que deixou o país na véspera dos ataques.

Suspeita-se que este homem mantenha contacto com a al-Qaeda nos Estados Unidos e que estja ligado a outros atentados. Esta noite a polícia esteve já no encalço de outros membros presumíveis desta célula, um deles foi referenciado através do sistema de segurança de vídeo da estação de Lutton, onde os presumíveis terroristas se encontraram na manhã de 7 de Julho. Receia-se que este possa ser um quinto bombista preparado para agir de novo. Mais duas pessoas estão a ser procuradas por terem fornecido apoio logístico aos que transportaram as bombas. A Scotland Yard segue a pista de um universitário egípcio, mestre de conferências em Química, na Universidade de Leeds. O seu apartamento foi passado a pente fino pela polícia científica que descobriu rastos de explosivos. Em memória dos 52 mortos destes atentados estão previstos ao meio-dia, hora de Lisboa, dois minutos de silêncio na Europa.