Última hora

Última hora

Líderes da Bósnia-Herzegovina assinam acordo para a criação de exército comum

Em leitura:

Líderes da Bósnia-Herzegovina assinam acordo para a criação de exército comum

Tamanho do texto Aa Aa

Dez anos depois do fim da guerra, os líderes muçulmanos, croatas e sérvios da Bósnia-Herzegovina chegaram a acordo para criarem um exército comum. O acordo foi assinado esta segunda-feira, em Sarajevo, e prevê que o exército unificado seja uma realidade em 2007.

Nos termos do acordo, os ministérios da Defesa das duas entidades que formam a Bósnia do pós-guerra, ou seja a República Srpska e a Federação Croato-Muçulmana, deseparecerão. O administrador internacional na Bósnia, Paddy Ashdown, afirmou em conferência de imprensa que “a Bósnia-Herzegovina tem uma hipótese de dar um passo de gigante rumo à paz e não deve perder essa hipótese.” O ministro da Defesa bósnio, Nikola Radovanovic, refere que “o facto de as três partes terem trabalhado em conjunto durante um ano e meio para conseguirem terminar o projecto prova que podem trabalhar juntas”. O acordo tem ainda que ser aprovado pelo parlamento bósnio, bem como pelas assembleias das duas entidades bósnias. Em Março, o parlamento de Sarajevo rejeitou o desmantelamento do Ministério da Defesa da República Srpska.