Última hora

Última hora

7/7: Paquistão nega ter detido terrorista da Al Qaeda, apesar de ter 150 presos

Em leitura:

7/7: Paquistão nega ter detido terrorista da Al Qaeda, apesar de ter 150 presos

Tamanho do texto Aa Aa

Os serviços de segurança paquistaneses desmentiram a detenção de Haroon Rashid Aswad, em Lahore, um britânico muçulmano que é procurado no âmbito da investigação dos atentados de Londres, e que é uma figura importante da Al Qaeda.

O rumor espalhou-se na sequência de várias rusgas em mesquitas e madrasas (escolas islâmicas) em Lahore, Leste do Paquistão, e Carachi, nas quais foram detidas 150 pessoas. As reacções dos fiéis não se fizeram esperar: houve mesmo mulheres que, armadas de bastões, tentaram impedir a polícia de actuar. A polícia identificou três britânicos muçulmanos de origem paquistanesa (que estiveram no Paquistão antes dos atentados) e um britânico de origem jamaicana convertido ao Islão como os autores destes ataques, que fizeram pelo menos 56 mortos e 700 feridos. Os líderes islâmicos britânicos emitiram uma fatwa, um decreto religioso condenando o uso da violência e a morte de inocentes.