Última hora

Última hora

Relançada a Agenda de Lisboa

Em leitura:

Relançada a Agenda de Lisboa

Tamanho do texto Aa Aa

Bruxelas está decidida a tomar medidas concretas para tornar a Agenda de Lisboa uma realidade. Apostar na investigação, acelerar a concessão de vistos a investigadores estrangeiros, criar uma patente europeia e facilitar o reconhecimento das qualificações profissionais dentro da União são algumas das 94 medidas apresentadas pelo comissário Günther Verheugen, para tornar a Europa na economia mais competitiva do mundo em 2010.

“A Europa está a perder terreno face aos Estados Unidos e a outras regiões dinâmicas, como a China, a Índia ou a América Latina. Isto leva a taxas de crescimento insuficientes, se olharmos para o PIB, a uma produtividade insuficiente e também a baixos níveis de emprego”, constata o responsável pela Indústria e Empresas, que defende: “Temos de inverter a tendência. Estamos determinados a fazê-lo e a tomar as medidas necessárias.” O comissário quer estimular o crescimento e a inovação, criar empregos e atrair investidores. Para tal, propõe também a liberalização dos serviços. É o regresso da directiva Bolkstein – tão polémica em países como a França, por exemplo. A Comissão comprometeu-se, contudo, a rever o texto, mas prevê uma aprovação no próximo ano. Para alcançar os objectivos, os Estados membros têm de empenhar-se. Até Outubro, devem apresentar os programas de reformas nacionais para cumprirem a Agenda de Lisboa.