Última hora

Última hora

Londres: novos ataques não são uma surpresa e tinham a "intenção de matar"

Em leitura:

Londres: novos ataques não são uma surpresa e tinham a "intenção de matar"

Tamanho do texto Aa Aa

O chefe da Scotland Yard, Ian Blair, confirmou a tentativa de explosão de quatro novos engenhos na capital britânica, indicando no entanto que alguns poderão não ter detonado.

O presidente da câmara de Londres, Ken Livingstone, lembrou também que não é a primeira vez que a cidade enfrenta uma situação destas: “Uma nova tentativa de ceifar vidas em Londres, pouco tempo depois da primeira, não é surpreendente. Aqueles que se lembram das campanhas terroristas dos anos 70, 80 e início dos anos 90 sabem que se deram, com frequência, atentados terríveis em Londres com poucas semanas de diferença.” Ian Blair lembrou que “existe aqui uma certa repetição. Foram quatro ataques”;tal como no dia 7 de Julho. “Se estão ou não ligados – no sentido de serem cometidos pelo mesmo grupo de pessoas, independentemente das ligações que existam – é algo que demorará um pouco mais a apurar.” Apesar da menor violência destes ataques, Ian Blair sublinhou que “existia uma clara intenção de matar”. A Scotland Yard prossegue agora com as investigações.