Última hora

Última hora

Filipinas: Glória Arroyo prefere falar de reformas e evita a crise

Em leitura:

Filipinas: Glória Arroyo prefere falar de reformas e evita a crise

Tamanho do texto Aa Aa

Durante o discurso sobre o estado da Nação, proferido esta segunda-feira no Congresso, a presidente das Filipinas, Glória Arroyo, omitiu a forte pressão para que se demita e não fez referência ao processo destituição de que é alvo.

Este processo, iniciado hoje, baseia-se em acusações de fraude nas eleições presidenciais de Maio do ano passado, depois de ter sido divulgada um cassete audio onde se podia ouvir a voz de Arroyo a dar instruções a um responsável pelo escrutínio. Na altura a chefe de Estado assumiu o erro e negou ter tido intenções de fraude. No discurso de hoje Arroyo centrou-se nas reformas que precisam de ser feitas no país e chegou mesmo a pedir ao Congresso a mudança do sistema político presidencialista para outro parlamentar. Entretanto, ao mesmo tempo, estima-se que cerca de 40 mil pessoas marcaram presença nas ruas de Manila para exigirem a demissão da presidente.