Última hora

Última hora

Crise política põe em risco entrada da Bulgária na UE daqui a ano e meio

Em leitura:

Crise política põe em risco entrada da Bulgária na UE daqui a ano e meio

Tamanho do texto Aa Aa

A crise política na Bulgária pode adiar a entrada do país na União Europeia prevista daqui a um ano e meio.

Parte da população já saíu à rua. Mas são os simpatizantes de extrema direita de mais se fazem ouvir. A oposição bloqueou no parlamento a formação do governo minoritário de coligação constituído por socialistas e por um partido de influência turca – o MDL. Foram essencialmente os deputados de centro-direita que chumbaram a formação de governo. Quando o candidato a primeiro-ministro, Serguei Stanichev, apresentou a formação do executivo no parlamento, os cinco partidos da oposição sairam da sala. O ambiente está tenso e à partida esta quarta-feira há uma última oportunidade para um acordo. Se tanto o executivo, como o programa de governo não forem aprovados, poderá haver eleições antecipadas. Ou então, há também a possibilidade de a maior força da oposição – a Aliança Nacional Simeão II – ser investida para um segundo mandato. O cenário das eleições antecipadas desencoraja investidores já que a adesão à União Europeia marcada para Janeiro de 2007 teria de ficar para outra altura.