Última hora

Última hora

Polícia egípcia afasta pista paquistanesa dos atentados de Charm el-Sheikh

Em leitura:

Polícia egípcia afasta pista paquistanesa dos atentados de Charm el-Sheikh

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades egípcias abandonaram a chamada “pista paquistanesa” nas investigações sobre os atentados de Charm el-Sheikh.

Até agora, todas as atenções estavam centradas no Paquistão de onde se acreditava virem os bombistas. Mas essa hipótese foi afastada e o assunto foi também comunicado oficialmente pelo embaixador do Egipto em Islamabad às autoridades paquistanesas. Logo a seguir e para que não restassem dúvidas, o diplomata deu uma conferência de imprensa a confirmar a mudança de planos nas investigações Afinal, as esperanças de encontrar culpados centram-se agora num egípcio – Youseef Badran, um islamita suspeito de ser um dos kamikazes nos ataques em que morreram 64 pessoas. Badran já era conhecido da polícia, tinha sido detido por roubo e era também suspeito de estar ligado a outros dois atentados no ano passado em estâncias balneares do Mar Vermelho. Os testes de ADN a um dos corpos que se julga ser de um dos kamikazes já estão a ser feitos. As forças de segurança passam a região do Sinai a pente fino.