Última hora

Última hora

Londres: ponto final na gigantesca caça aos suspeitos do 21-J

Em leitura:

Londres: ponto final na gigantesca caça aos suspeitos do 21-J

Tamanho do texto Aa Aa

É o fim da gigantesca caça ao homem. O último dos suspeitos dos atentados falhados de 21 de Julho, na capital do Reino Unido, foi detido em Roma. Trata-se de Osman Hussain, oriundo da Somália, responsável pela bomba deixada no metro de Sheperd’s Bush.

Em Londres, a Scotland Yard tinha conduzido uma série de operações que levou à detenção de outros dois suspeitos, os alegados responsáveis pelos artefactos colocados na estação de metro de Oval e no autocarro da linha 26. As operações que levaram às detenções, implicaram um forte dispositivo policial. As autoridades evacuaram várias residências e multiplicaram-se os relatos de tiros e pequenas explosões. A Scotland Yard terá cercado e assaltado pelo menos uma casa. Os agentes estavam fortemente armados e recorriam a máscaras de gás e granadas de fumo. O quarto suspeito, responsável pela bomba de Warren Street, tinha já sido detido, na passada quarta-feira. As autoridades anunciaram também várias detenções relacionadas com as investigações dos atentados, em vários pontos da capital britânica. A estação de metro de Liverpool Street foi evacuada e encerrada pelas autoridades, após terem sido encontrados dois pacotes suspeitos. Duas mulheres foram também detidas.