Última hora

Última hora

Campanha eleitoral arranca na Alemanha

Em leitura:

Campanha eleitoral arranca na Alemanha

Tamanho do texto Aa Aa

Na Alemanha, os partidos preparam-se para a batalha eleitoral. As sondagens não são favoráveis ao SPD do chanceller Gerhard Schroeder que procura motivar o seu partido para uma dura luta que deverá terminar a 18 de Setembro, data prevista para as eleições.

No centro do debate político está uma eventual subida do IVA, defendida pela oposição mas recusada por Schroeder que discursou este sábado na Baviera, um bastião dos conservadores. “Não somos obrigados a aumentar o IVA, não o fizemos no passado. Introduzimos mudanças em todo o sistema de impostos. E foram eficazes para as empresas” afirma o actual chefe de governo. O Partido da Esquerda, uma nova formação encabeçada por Oskar Lafontaine, um dissidente do SPD que se juntou aos ex-comunistas do Leste, está a subir nas intenções de voto. Mesmo assim, as sondagens apontam para uma vitória de Angela Merkel, a candidata dos conservadores da CDU, que poderão formar uma coligação com os liberais para governar. “Dar lugar ao trabalho” é o slogan dos cristãos democratas da CDU que defendem a subida do IVA para relançar a economia e diminuir os custos laborais. A economia está no centro das preocupações dos alemães. O desemprego tem crescido desde o início do ano. Há 4,4 milhões de pessoas sem trabalho.