Última hora

Última hora

Sharon ameaça reagir pela força se a violência impedir a retirada de Gaza

Em leitura:

Sharon ameaça reagir pela força se a violência impedir a retirada de Gaza

Tamanho do texto Aa Aa

A duas semanas da anunciada retirada militar israelita da Faixa de Gaza, Ariel Sharon quer minimizar toda e qualquer possibilidade de confrontos.

Reunido hoje com o seu governo, o primeiro-ministro ameaçou lançar uma mega-operação nos territórios palestinianos adjacentes aos colonatos de Gush Katif se os movimentos armados perturbarem a retirada. Por outro lado, o ministro da habitação israelita, admitiu que cerca de metade dos nove mil colonos judeus poderão ter que ser retirados à força para os campos de acolhimento provisório em Israel. Em Nitzanim, no sul de Israel, 320 casas pré-fabricadas estão prontas a acolher os 250 colonos que já aceitaram ser deslocados. As primeiras famílias conheceram hoje o novo lar provisório de 90 metros quadrados com dois quartos, uma colona afirma que se muda já ao final da semana. Outras 160 famílias são esperadas nos próximos dias. O poderoso conselho Yesha de colonos convocou, entretanto, para a próxima terça-feira uma mega-manifestação contra a retirada militar. O protesto com três frentes, irá partir em simultâneo das cidades de Sderot, Netivot, e Ofakim tendo como destino a Faixa de Gaza.