Última hora

Última hora

Itália detém segundo irmão de Osman Hussein

Em leitura:

Itália detém segundo irmão de Osman Hussein

Tamanho do texto Aa Aa

A Itália deteve mais um suspeito dos atentados falhados de 21 de Julho. Trata-se de um outro irmão de Osman Hussain, um dos alegados bombistas da estação de metro de Shepherd’s Bush.

Fati Issac foi detido em Roma e é suspeito de ter destruído documentos considerados como importantes pela polícia. Para além disso, foram resgistadas chamadas de telemóvel trocadas com o irmão, Osman Hussain, no decorrer da fuga que se seguiu aos ataques falhados de Londres. As autoridades italianas vão satisfazer a vontade dos britânicos e prometem extraditar Fati Issac o mais rapidamente possível. A polícia italiana conseguiu chegar até ao suspeito devido a informações trocadas com a Scotland Yard, como por exemplo o número de telemóvel de Fati Issac. De acordo com o ministério italiano do interior, o irmão e alegado bombista Osman Hussain saiu da Grã-Bretanha a 26 de Julho e depois apanhou o comboio para Paris ou Bruxelas. Deslocações que fazem repensar estratégias e as autoridades francesas estão dispostas a mudar a lei antiterrorismo. De visita ao aeroporto Roissy, o ministro dos transportes Dominique Perben diz que “quando um homem consegue sair de Londres, atravessar toda a França e depois chegar a Itália impunemente é um facto que obriga as autoridades a repensar o actual sistema de controlo de fronteiras”. Já este fim de semana, foram detidas mais sete pessoas pela Scotland Yard. No aeroporto de Heathrow, em Londres, foi descoberto um saco com vários passaportes falsos incluindo um português.